Autorização de acesso a zona condicionada

​Traduz-se numa autorização de acesso automóvel a zona de acesso condicionado, a qual pode ser:

  • Duradoura - no caso de ser residente numa dessas zonas;

  • Esporádica - no caso de ser responsável pela execução de obras ou pela realização de um evento numa dessas zonas, etc.

Efetuar o pedido

Descarregue o formulário para realizar o seu pedido presencial.

1. Submissão do pedido

2. Verificação dos documentos instrutórios, pelos serviços municipais

3. Análise do pedido, pelos serviços municipais

4. Deferimento, pelos serviços municipais

Não é devida qualquer taxa/preço por este serviço.

Prazo mínimo de antecedência do pedido: não aplicável

Tempo médio de resposta (*): 20 dias úteis

 

(*) O tempo médio de resposta definido diz respeito ao tempo de tratamento de um pedido devidamente instruído, cumpridor de todos os requisitos de deferimento

Consulte o mapa das Zonas de acesso condicionado e a identificação dos principais arruamentos de implantação das mesmas.

 

Zonas condicionadas com acesso controlado remotamente: 

A autorização de acesso automóvel à zona 33 (Ribeira) e à zona 44 (Flores), identificadas no mapa das Zonas de acesso condicionado, é uma competência da União de Freguesias do Centro Histórico.

A União de Freguesias informa o Município sobre as autorizações concedidas e o acesso, nessas zonas, é controlado a partir da Sala de controlo de tráfego da CMP, que opera os dissuasores retráteis, mediante pedido por interfonia e confirmação da autorização da(s) viatura(s) ou utilizador(es). 

 

Zonas condicionadas com acesso controlado no local: 

A autorização de acesso automóvel às restantes zonas identificadas no mapa das Zonas de acesso condicionado, é uma competência do município do Porto.

União de Freguesias do Centro Histórico (responsável pela autorização de acesso a zonas de acesso condicionado localizadas na sua área de influência)

Última atualização: 12 Março, 2021.