Visitas orientadas aos museus municipais e património cultural

As visitas orientadas pretendem dar a conhecer, ao público em geral, os edifícios que acolhem o Museu da Cidade e os serviços culturais municipais, bem como as coleções que neles existem.

Casa Guerra Junqueiro

  • Esta visita orientada propõe um percurso de interpretação do espaço e das coleções de arte, e de evocação da figura do poeta

Casa Marta Ortigão Sampaio

  • Visita orientada ao espólio doado ao Município por Marta Ortigão Sampaio, que inclui coleções de pintura dos séculos XIX e XX, e de mobiliário e joalharia dos séculos XVIII a XX

Casa Tait

  • A Casa Tait, também conhecida como Quinta do Meio e reabilitada em 2017, está situada numa extensa área verde ajardinada
  • Antiga casa de residência, conserva aspetos da vida da comunidade britânica abastada que habitou o bairro ocidental da Cidade, durante o final do século XIX

Extensão do Romantismo

  • Esta visita revela os interiores da casa da Quinta da Macieirnha, que pertenceu a uma família abastada do século XIX, e os aposentos onde viveu e morreu Carlos Alberto de Sabóia, rei da Sardenha e Piemonte

Banco de Materiais

  • O Banco de Materiais está instalado no Palacete dos Viscondes de Balsemão. O edifício foi construído em meados do século XVIII pelo fidalgo José Alvo Brandão, herdado pela família Balsemão e alugado na década de 1840 por António Bernardino Peixe para ali erguer uma hospedaria
  • Profundas obras de alteração do palacete decorreram na década seguinte, aquando a sua aquisição pelo 1º Visconde da Trindade, José António de Sousa Basto, conferindo-lhe a atual apresentação

Casa do Infante

  • O visitante pode apreciar vestígios da ocupação romana, medieval e moderna da zona ribeirinha, com destaque para a antiga Alfândega e Casa da Moeda, enquanto serviços régios.
  • Em 2015, abriu o Centro Interpretativo “O Infante D. Henrique e os Novos Mundos”, no qual se apresentam temas sobre a Expansão Portuguesa e o encontro de culturas

Última atualização: 5 Março, 2021.